Lifestyle

Muay Thai: 3 motivos para experimentar

As artes marciais, como o Muay Thai, exercitam o corpo e a mente. Continue lendo para descobrir como essa prática pode ser benéfica em qualquer idade.

Muay Thai: 3 motivos para experimentar

Última atualização: 30 julho, 2023

Muay Thai é um esporte de contato extremo que ocorre em um ringue. Também é conhecido como “boxe tailandês” ou “arte dos oito membros”. Desde as suas origens, que remontam à antiguidade, sofreu várias evoluções até chegar à sua configuração atual.

É uma das disciplinas de artes marciais mais praticadas no mundo.

Sua técnica se baseia em lançar golpes no adversário com os pés, joelhos, mãos e cotovelos, conforme descrito no Manual de Boxe Tailandês. Inclusive, possui muitas semelhanças com outros sistemas orientais de boxe, como o muay do Laos, o boxe indochinês, o prodal cambojano, entre outros.

Em alguns países é proibido devido à sua extrema dureza e, naqueles onde é praticado, movimenta quantias significativas de dinheiro através de apostas. No entanto, representa benefícios para a saúde se você aproveitar seu treinamento de forma amadora e sem enfrentar um rival específico.

Que benefícios o muay thai pode ter?

Como todas as disciplinas incluídas nas artes marciais, o Muay Thai não é apenas uma especialidade física. Também contribui para o desenvolvimento de atitudes mentais e emocionais, que seus praticantes consideram a principal motivação.

É uma disciplina que promove a capacidade de autodefesa, estimula o planejamento tático e aumenta a paciência, o autocontrole e a autoestima, segundo artigo científico sobre práticas asiáticas de autodefesa.

Vamos descrever, a seguir, os benefícios da prática do muay thai nas esferas física, mental e emocional. Recorde-se que estamos sempre a referir-nos ao treino amador desta disciplina e não à modalidade competitiva.

1. Melhora a condição física

Ao utilizar várias partes do corpo em sua prática, ele mobiliza, alonga e tensa um grande número de músculos. Isso ajuda a tonificar seu corpo.

Nesse sentido, um estudo revelou que quem se dedica a essa arte marcial possui maior força do que quem pratica outras artes marciais. Com base nisso, pode-se dizer que o muay thai:

  • ajuda a consumir calorias por ser um exercício intenso e contínuo,
  • aumenta a resistência física,
  • equilibra a quantidade e a disposição da gordura corporal
  • e melhora a condição física em geral.

2. Aumenta a resistência mental

O Muay Thai reduz os níveis de estresse. Graças aos exercícios contínuos e enérgicos, e à necessidade de estar atento ao adversário, coloca-nos no aqui e agora.

Podemos dizer que é uma espécie de meditação em movimento, facilitando a resistência mental à dor, melhorando o equilíbrio graças às mudanças posturais necessárias, elevando os reflexos, passando rapidamente dos movimentos de ataque aos de defesa. Em suma, há um estímulo para melhorar a comunicação entre o cérebro e os músculos.

Também fornece segurança contra ataques físicos e mentais, permitindo que você reaja com eficiência a contratempos diários de qualquer tipo. Assim, a capacidade de trabalhar sob pressão aumentará, sendo muito útil no desenvolvimento profissional.

Aumenta a autodisciplina, a obediência ao professor e às regras. Isso também acontece em outras artes marciais e nas escolas e filosofias orientais relacionadas ao budismo e ao hinduísmo.

3. Cultiva a autoconfiança

O praticante desta disciplina gera autoconfiança, gentileza, respeito, honestidade e senso de justiça. Recursos que você pode aplicar na vida cotidiana.

Além disso, o muay thai :

  • Contribui para a síntese de endorfinas, como toda atividade física, que aumenta a energia vital e a sensação de calma e plenitude.
  • Modula e ajuda na gestão das emoções dependentes da amígdala, como a raiva e a raiva, aumentando a autoconfiança e a segurança pessoal.
  • Melhora a qualidade dos pensamentos e, portanto, diminui os níveis de estresse. Pode nos guiar para superar a tristeza e controlar a incerteza sobre o futuro que leva à ansiedade. Menos estresse e menos ansiedade afetarão diretamente a autoestima.

Muay Thai é mais que um esporte

Em todos os esportes, é necessária uma fase preliminar de aquecimento, que no Muay Thai é essencial para evitar lesões. Recomenda-se fazer uma massagem antes dos treinos e lutas; já que melhora o comportamento dos músculos estimulando a circulação sanguínea. Devemos levar em conta que essas antigas disciplinas conheciam e aplicavam os benefícios da massagem.

O Muay Thai pode ser praticado em qualquer idade. Na prática infantil destacam os valores éticos e morais que incutem nas crianças, tornando-as mais tolerantes e equilibradas. Claro, não se trata de treiná-los para o combate no ringue, mas de incorporar os movimentos, posturas e aspectos mentais da arte marcial.

Por outro lado, é cada vez mais praticado por mulheres, que descobriram no Muay Thai um exercício físico, mental e psicológico completo. As mulheres apontam muitas razões para praticá-lo, porque seu peso, tamanho ou aparência não importa. Além disso, é uma ferramenta de autodefesa.

Como em todas as artes marciais, além da prática física, existe um aspecto mental central. Se você se atreve a experimentar o muay thai, lembre-se que existe uma filosofia de disciplina e autoconhecimento que vai além dos movimentos.

Pode interessar a você…

Todas as fontes citadas foram minuciosamente revisadas por nossa equipe para garantir sua qualidade, confiabilidade, atualidade e validade. A bibliografia deste artigo foi considerada confiável e precisa academicamente ou cientificamente.


  • Delp, Ch,. (2002). Manual Básico de Boxeo Thailandes. Ediciones Tutor. https://www.edicionestutor.com
  • Tejero-González, C. M., Ibáñez-Cano, A. & Pérez-Alonso, A. (2008). Cultura de paz y no violencia. La defensa personal como propuesta educativa. Revista Internacional de Medicina y Ciencias de la Actividad Física y el Deporte, 8(3), 199-211. https://www.redalyc.org/pdf/542/54222988001.pdf
  • Theeboom, M., & De Knop, P. (1999). Asian martial arts and approaches of instruction in physical education. European Journal of Physical Education, 4(2), 146-161. https://www.tandfonline.com/doi/epdf
  • Wojciech W., Rydzik Ł., Ouergui I., Koteja A., Ambroży D.,Ambroży T., Ruzbarsky P. , Rzepko M. (2002). Comparison of the Physical Fitness Profile of Muay Thai and Brazilian Jiu-Jitsu Athletes with Reference to Training Experience. Int J Environ Res Public Health. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/35886305/

Source link